Publicidades Surgiu-200

Moisés Avelino concede entrevista ao Surgiu e fala do Plano de Governo para os próximo 4 anos

Esta que é a primeira entrevista concedida ao site depois das eleições municipais

Postada em: 15/10/2012 11h02m
Atualizado:   17/10/2012 12h24m
Durante a manhã desta segunda-feira, 15, o prefeito eleito de Paraíso do Tocantins concedeu entrevista ao site SURGIU, onde falou do seu Plano de Governo para os próximos 4 anos.

Esta que é a primeira entrevista concedida ao site SURGIUu depois das eleições municipais. Avelino venceu no ultimo dia 7 de outubro de 2012 com 7012 votos.

Avelino explanou sobre vários assuntos de interesse da cidade e em uma de suas fala frisou dizendo que: "a partir deste momento as siglas partidárias serão esquecidas e o povo de Paraíso é a prioridade".


ELEIÇÕES MUNICIPAIS
Dr. Moisés Avelino, terminada as eleições municipais, que balanço o senhor faz destas eleições?

Pleito muito disputado com cinco candidatos a prefeito cada um com suas características de fazer campanha e o povo teve a oportunidade de escolher o melhor para a cidade. Apesar de algumas coisas erradas que aconteceram, que não foi da nossa parte, deu para superar e Graças a Deus e ao povo de Paraíso conseguimos ser vitorioso no dia 7 de outubro. Agora acabou a política e temos que pensar no amanhã para nossa cidade

O que pode ter pesado mais: a disputa com os quatro concorrentes ou o suposto aliciamento do eleitor com a compra de votos através de dinheiro, cestas básicas, favores de última hora, entrega de escrituras, isenções fiscais, etc.?
Esta campanha foi bem diferente de outras que participei, na realidade a disputa conforme pesquisas que eu vinha fazendo para conhecimento interno e isto foi feito por todas as semanas, sempre dava um equilíbrio entre Moisés Avelino e o terceiro colocado, sendo que o candidato que ficou em segundo lugar sempre apresentava uma distância maior em relação ao terceiro, e analisando uma ultima pesquisa que fiz na quarta-feira, 3, durante a semana que antecedera as eleições que seria publicada em um jornal local, e não sei por quais motivos o jornal não apareceu, ou não deixaram divulgar, pois estava tudo certo de sua publicação, enfim passou, mas nessa pesquisa novamente mantinha o que outras diziam, ou seja, um equilibro de força entre Moisés Avelino e o terceiro colocado nas eleições, que era um empate técnico, e era de acreditar que a disputa seria entre nós, e o interessante é que o segundo lugar nas eleições estava com um percentual médio de 19%. E quando foi na sexta, sábado e domingo houve um aumento declarado no aliciamento de votos e com isso o terceiro colocado conseguiu subir bastante ameaçando nossa eleição, o que mais pesou negativamente foi este sistema de compra de votos, estou a 30 anos fazendo política e nunca comprei um voto se quer e se for para ser prefeito comprando votos não quero ser prefeito de Paraíso, como isso não aconteceu, Deus foi muito generoso conosco e nos permitiu que ganhássemos as eleições dessa forma. E para deixar bem claro para as más línguas, recebi o apoio declarado público pelo Governador Siqueira Campos, onde esteve em nosso comício e às vésperas das eleições onde se reuniu com empresários da cidade pleiteando e dizendo do interesse dele por nossa eleição e o resto são comentários de quem recebeu dinheiro e se alguém quiser saber fontes, temos informações de quem recebeu e onde recebeu.

SAÚDE
Na sua Proposta de Governo, o senhor falou em saúde de qualidade. O que o senhor pretende fazer neste primeiro momento para tirar a saúde municipal da situação que se encontra?

Tenho dito durante a campanha que o problema maior da saúde é o material humano, ou seja encontrar médicos suficientes para atender nossa comunidade, os espaços físicos pode ser ampliado, pode ser construído outros mas não é o mais urgente, o mais urgente é ter médico suficiente para atender ao doente na hora que ele precisa, para isso temos que ter um número de médicos suficientes que possa atender e dar expediente, um exemplo: médico que é contratado por duas horas, ele não pode atender quatro, dessa forma estamos conversando com mais médicos para suprir aquelas duas ou três horas, para que venha complementar todo o período integral. Estamos entrando em contato com os médicos da cidade, pois sabemos que todos tem seus compromissos e mas estamos conversando para saber se é possível contratar essa mão de obra, segundo eles passaram a informação que é possível contratar pois a cada tempo chega novos profissionais na cidade, enfim, o que estamos batalhando é para aquisição dessa mão de obra para atender em todos os postos e assim começar a sanar os problemas da saúde.


EDUCAÇÃO
Para a educação, quais serão os primeiros investimentos?

Quem vai dizer quais serão os primeiros investimentos na educação serão os educadores, nossa proposta de governo quem fez foi cerca de trinta professores, e sempre colocamos que essas propostas irão se transformar em plano de governo, o plano será feito depois de aprofundar estes resultados, discutindo elas com muito cuidado, acrescentando aquilo que falta e após tudo isso fazer o planejamento do trabalho. Este planejamento significa dizer quais são as prioridades, veremos após as prioridades que o município pode executar com recurso próprio e prioridades que necessitam buscar recursos fora da administração, ou seja , recursos estaduais e federais, para isso precisamos fazer os projetos porque se não, não viabilizaremos recursos. Para isso contaremos com a participação de todos os educadores que se interessarem. Diante disto, determinaremos as prioridades.

Paraíso está próximo à capital ainda assim tem um custo de vida razoável. Para os estudantes do município o que poderá ser feito para amenizar as despesas dos acadêmicos que são obrigados a irem para Palmas estudar?
Podemos discutir com os acadêmicos o que seria melhor para ajuda-los, se a questão é o transporte, teremos que fazer uma seleção e priorizar aqueles alunos mais necessitados, ou seja, aqueles que tem suas condições financeira mais difíceis, o que a gente ver de imediato é ajuda no transporte, mas podemos discutir com estes de condições mais difíceis o que seria melhor. Agora o que nós assumirmos é compromisso para os quatro anos de gestão e não somente em algum período como antes, e tenho o maior interesse em ajudar esta juventude mais humilde a conquistar seu espaço no mercado profissional. Tudo isso será discutido com os acadêmicos, pois quem sabe em uma dessas discussões temos soluções melhores.


CULTURA E LAZER
Em seu primeiro mandato como prefeito de Paraíso, criou-se a Quarta Cultural, FEMUPP, Ruas de Lazer, Competições Escolares (JEP), construiu o Teatro Cora Coralina, incentivou os músicos, artistas e escritores. O que a comunidade ligada à cultura pode esperar do prefeito eleito Moisés Avelino para esta área?

Todas essas obras geraram um grande avanço para Paraíso, pois viramos uma cidade polo que no inicio participavam todas as cidades circunvizinhas aos eventos culturais de Paraíso, com cantores regionais, teatro, artistas e demais. Na época criamos o primeiro Centro Cultural do Norte do Estado de Goiás, pois não havia outro, e isso foi nossa preocupação na época que era incentivar a cultura, esporte e o lazer da região. Durante a campanha algumas pessoas falavam assim: "A Quinta Cultural vai acabar porque Moisés Avelino acabou", entendam uma coisa, a Quinta Cultural acabou antes mesmo de Moisés Avelino assumir, então não fomos nós que acabamos, mais sim o atual prefeito que antes mesmo de acabar seu mandato já acabou com ela. A partir do mandato de Avelino os eventos culturais de Paraíso retornarão e com certeza melhores dos que estão. E se possível iremos criar este evento em mais setores para diversificar isto para que todos os setores possam ter acessos a estes eventos culturais. Entendemos que a cultura não é fundamental para prefeito, e sim para a sociedade como um todo.

No Mural de Recados do site Surgiu, há várias reivindicações de populares contra a utilização de praças públicas apenas com bares, além de serem mal conservadas. O que a sua administração pretende fazer para que as praças possam servir também para famílias levarem seus filhos a estes locais?
Em nossas Propostas de Governo temos a revitalização de nossas praças e vamos fazê-las, não temos que ver somente o aspecto que as praças estão hoje, mas criar condições para atender as famílias, os pais, os avós com as crianças, isso não impede de ter os bares e lanchonetes nestes locais, não podemos é deixar ficar só por conta dos bares para venderem bebidas, mas iremos trabalhar para que estes locais sejam mais frequentados também por famílias para interação dos mesmos, iremos conversar com os comerciantes destes locais adequá-los da melhor forma possível.


HABITAÇÃO E SOCIAL
Nos últimos meses muito se falou em invasões, áreas públicas ocupadas irregularmente. Como o senhor pretende resolver esta questão?

Temos casos de áreas particulares invadidas, neste caso a área é de uma Igreja e foi invadida, uma outra área invadida no setor Jardim Paulista é dos funcionários da Caixa Econômica Federal, no setor Pouso Alegre há uma outra área invadida, enfim, o que podemos fazer nestas áreas? Nada, porque antes de tudo temos que legalizar a área, iremos conversar com os proprietário mostrar as situações e a princípio tentar negociar as áreas, se isso for possível tentaremos uma negociação e legalizaremos os lotes das pessoas, para isso teremos que conversar com os atuais donos. Isto irá acontecer em todas as áreas que estiverem nesta situação.

Na sua administração como Prefeito e Governador várias moradias foram trazidas para o município, a ex-prefeita Virginia e Arnaud Bezerra tambem o fizeram. O atual prefeito, terminando o seu mandato, conseguiu recursos para construção de 60 casas, sendo 30 aglomeradas e outras 30 em lotes particulares. São quatro anos para poucas moradias, como fazer para atender o déficit habitacional do município?
Para esta questão iremos buscar parcerias com os governos, mas antes de tudo somente depois de fazer os levantamentos de áreas disponíveis do município iremos à busca de habitações, pois posso muito bem conseguir uma quantidade de casas para Paraíso, mas antes de conseguir as casas preciso saber em que local iremos construir. Caso não tenha áreas públicas, tentaremos adquirir áreas privadas para poder construir as casas. Um de nossos projetos é a ajuda comunitária para conseguir construir casas de imediatos para os mais necessitados, pois quando a gente ajuda a construir, esses não vendem as casas, mas os que ganham uma casa com a chave na mão, 30% vendem após um ano.

Poderia nos falar como pretende trabalhar a área social do município, considerada uma das mais deficientes na atual gestão?
No social pode se fazer muito, por exemplo o idoso cadastrado com agentes de saúde, eles tem uma assistência permanente, os agentes trabalham direitinho, mais o idoso tem suas carências, as vezes eles precisam ir em um hospital e vão em garupas de motos, então com a participação mais efetiva da Assistente Social a gente pode conseguir um transporte para levar e trazer aquele idoso carente que não tem um ente que possa faze-lo, o mesmo aquele que tem dificuldades para buscar seu remédio, mas tem o assistente que através do cadastro conhece suas necessidades e possa levar o medicamento, ou seja, buscar um atendimento através do Assistente Social com mais eficácia e também não deixar faltar o remédio. Quando a Farmácia Pública não tiver, temos que ter uma reserva para suprir essas necessidades e não ficar aguardando o medicamento do governo ter que chegar para atender aquela necessidade.


ZONA RURAL
As estradas da Zona Rural, bem como a conservação das pontes, são gritos constantes do produtor rural. Como o senhor espera resolver esta situação a curto prazo?

O produtor rural tem pago estes últimos anos com essa carência de assistência do poder público municipal. Andei no município quase todo e percebi que agora nas vésperas das eleições mandou algumas máquinas em algumas estradas, inclusive saltando alguns trechos que ele não é de correligionário, isso não é a nossa filosofia de trabalho, pois trabalhamos para todos e que agora somos administrado e representante do povo de Paraíso independente de cor partidária. Quando mandarmos máquinas para uma determinada região é com intuito de atender a todos, fiz isso quando prefeito, Virginia fez, e vamos fazer novamente, vamos recuperar todas as estradas dentro das possibilidades do município durante o primeiro ano e aquelas que não der para fazer iremos continuar durante todo período de nossa gestão, vamos buscar parcerias com o Governo do Estado para aquisição de máquinas para atender bem. Pontes também iremos construir e organizar todas para um melhor conforto para o produtor rural. Quanto a esta ponte que estou citando e também a ponte do distrito de Santa Luzia depois do período chuvoso de 2013 é uma prioridade do nosso governo, se não conseguirmos ajuda do governo do Estado iremos fazer por conta própria, mas vamos fazer e fazer após o período chuvoso.

Temos uma Patrulha Mecanizada que existe na prefeitura de Paraíso graças ao deputado Moisés Avelino, que são dois tratores uma retroescavadeira para fazer mini represas, infelizmente só foi na Zona Rural no período eleitoral e elas estão ai para atender os pequenos produtores. O governo Moisés Avelino vai dar uma atenção toda especial para estes produtores, pois precisam desta atenção


Para este segmento o senhor reativará o processo de atendimento ao pequeno e médio produtor, como foi feito no governo de Arnaud Bezerra, atendendo através das Associações, tanto as Lavouras Comunitárias, pelos programa do Governo Federal, onde se compra fruta e verdura do produtor para atender na Merenda Escolar das Escolas do Município?
Vamos reativar esse processo, pois é o mecanismo dele de atender estas comunidades, aquilo que for possível fazer nós vamos fazer e é uma maneira de comprar os produtos destes pequenos produtores, lembrando que temos que ter conhecimento ao estatuto que reza essa Compra Direta para saber quem pode participar do programa, atendendo as diretrizes do programa. Iremos incrementar e atender os nossos pequenos produtores.


JUVENTUDE
Em seus discursos de campanha o senhor falou em criar a Secretaria da Juventude, hoje acoplada à Educação. A Cultura, poderia ser um caso a ser estudado?

A cultura como é ligada à educação no meu ver acredito que não há nenhum inconveniente, não é o nosso intuito criar uma secretaria da cultura, pois não podemos inchar a máquina administrativa e até o momento não vejo a necessidade para tal, mas podemos dar o apoio total à cultura juntamente com a educação, criando uma diretoria e dando o apoio necessário que o pessoal precisa. A nossa intenção é criar a secretaria de juventude e esporte estudando a melhor maneira de fazer, mas tudo isso vai ser discutido e ouvindo outros parceiro que já trabalham com estas secretarias e como poderia fazer funcionar melhor e convocar o pessoal da área para dar suas sugestões.


ESPORTE
Paraíso do Tocantins já foi referencia estadual no futebol, handebol, voleibol, atletismo, judô e outras modalidades, hoje Paraíso perdeu sua identidade nesses esportes. Como senhor pensa em incrementar a prática esportiva e o apoio ao esporte na cidade?
São muitas as formas de ajudar o esporte, uma delas é valorizando o desportista, segundo, ampliando as escolas de iniciação esportiva. Porque hoje não temos sucessores no handebol feminino, que acabou? Os atletas do handebol masculino me disseram: "nós estamos preocupados não é conosco, é com o futuro, pois não estamos alcançando sucessores por falta de incentivo". O jovem tem que ter participação na sua base em todas as modalidades, diante disso ele vai começar a se destacar em alguma modalidade, isso é que penso, mas, iremos discutir com os desportistas o melhor para o esporte de Paraíso. Nossa intenção é criar dois núcleos, um no setor Sul e outro no Norte da cidade, ou seja, um no Pouso Alegre e outro no Jardim Paulista para que com essas escolinhas possam atender aos alunos dessas comunidades. Dessa forma estaremos incentivando a criar novos desportistas e novos interesses pelo esporte do município, além do mais dar apoio aos seguimentos que já existem e incetiva-los o máximo possível. Outra coisa é incentivar o esporte nas escolas municipais, criar novamente o JEP, Jogos Estudantis de Paraíso, que criamos quando fui prefeito pela primeira vez. O intuito do JEP era um torneio que havia entre todas as escolas do município no mês de setembro e toda premiação no mês de outubro no aniversário da cidade. Isso pode ser feito novamente, independente deste pode ser feito outros tipos de campeonatos durante o anos criando assim um calendário esportivo para Paraíso. Fazendo isso estaremos aguçando a criançada a participar destes eventos e quem sabe daí sair grandes atletas do futuro.

Paraíso tem 3 equipes profissionais de futebol, (Escola Paraíso Futebol Clube, Paraíso Esporte Clube (Intercap), Atlético Cerrado) estas equipes estão em trânsito disputando uma competição a nível estadual e todas vem passando por dificuldades. Com a derrota do atual prefeito o transporte que era cedido pela atual administração foi cortado devido ao resultado das eleições, como o senhor analisa esta situação?
Discutindo com os desportistas de cada clube o que é melhor para se fazer. Vejo que Paraíso mudou. Quando cheguei aqui tinha dois grandes clubes (CAP e Interlagos) e quem mantinha esses dois clubes era empresários da cidade. As dificuldades foram chegando e os próprios empresários não tiveram mais condições de mante-los, e quando fui prefeito incentivávamos dentro do possível, relembrando que o esporte de Paraíso teve mais incentivo quando Moisés foi prefeito inclusive a construção do Estádio de Futebol José Pereira Rêgo (Pereirão), que hoje aquelas estruturas que estão ali todas foram construídas por Moisés Avelino como prefeito, governador e deputado federal. Na época a prefeitura tinha um time que disputava Campeonato Estadual, PEC - Paraíso Esporte Clube, e estes três times eram mantidos por empresários e pela prefeitura. Foi se acabando e nesse meio tempo houve a fusão do CAP e o Interlagos virando assim o Intercap, e isso ocorreu pela dificuldade de se manter um time de futebol em uma cidade como Paraíso. Temos que refletir quanto a isso e em um momento oportuno poderemos sentar, discutir sobre esses assuntos, enfim, a prefeitura não irá se responsabilizar por nenhum time mas irá contribuir com todos na medida do possível de forma igualitária, essa é a nossa forma de trabalhar.

Sabemos que as principais praças esportivas de Paraíso teve uma participação de Avelino. Alguns Bairros estão acéfalos destes espaços. O que a sua administração pretende fazer para sanar esta deficiência?
Buscaremos praças públicas para atender as necessidades de cada uma comunidade. Sabemos que Paraíso tem poucas áreas do município. Ao assumir a prefeitura no dia 1º iremos fazer um levantamento de todas as áreas públicas do município, que estão disponíveis, que estão invadidas ou não, para saber qual o patrimônio imóvel que o município tem. É do meu conhecimento que deixamos de fazer uma praça de esportes no setor Jardim Paulista, ou seja, um Ginásio de Esportes para oito mil lugares, pois na época o prefeito atual disse não haver área disponível no município para essa construção, então a gente percebe que a dificuldade é grande. Consegui o recurso, mas, não pode ser feito e essa verba foi alocada no Estádio Pereirão. É uma preocupação muito grande esta situação em Paraíso, pois se trouxermos uma Escola de Tempo Integral para o setor Jardim Paulista onde iremos colocar esta Escola? Temos uma que saiu a pouco tempo pelo secretário de educação e a unica área que conseguiu foi no setor Jardim América que foi inicialmente doada para um campo de futebol e que agora o município passou a área para construção da Escola de Tempo Integral, sendo que ao lado desta tem o Diaconízio Bezerra que é de Tempo Integral. Pela lógica não tinha necessidade desta Escola, e o melhor seria passar esta Escola para a região Norte do Município para não gerar um conflitos de Escolas de Tempo Integral muito próximas umas das outras e estas informações foram passadas exatamente pela falta de área pública do município.


INDUSTRIA E COMÉRCIO
A cidade de Paraíso do Tocantins está localizada a 63 km de Palmas, a cerca de 40 km da Ferrovia Norte/Sul, às margens da BR-153, no Portal de Entrada do Parque do Cantão, 120 km dos grandes projetos agrícolas e de frutas de Lagoa da Confusão, tem 18 Municípios no entorno que aquecem a economia do município. Por outro lado vemos empresas batendo às portas e não fixando no município por falta de apoios do Poder Público. Como o senhor fará para atrair novos investimentos para Paraíso e o que o senhor pretende fazer para incrementar o Parque Industrial urbano e do Povoado de Santana?

Vamos fazer uma parceria através da Secretaria de Industria e Comércio do Estado do Tocantins, pois estamos próximo de todos os centros logísticos do Estado, oferecer os benefícios de Paraíso para trazer famílias, empresas, industrias e serviços para nossa cidade. Estaremos atentos aos acontecimentos do Estado para através dos contatos oferecer nosso município às empresas e as vantagens de se instalar em nossa cidade.

Shopping de Rua, foi assunto muito falado em seus pronunciamentos bem como revitalização de Avenidas. O que vem a ser estes projetos de vossa parte?
São projetos criativos, iremos contactar com arquitetos para aprimorar todo o projeto já idealizado para estudar a melhor maneira de viabilizar o projeto. Em um segundo momento iremos apresentar aos empresários as nossas idéias dai para frente iremos discutir juntamente com a classe, a intenção é melhorar o trânsito no centro. Entrando em acordo com empresários e moradores iremos buscar recursos para a execução da revitalização. E para o comerciante o maior beneficiário deste projetos é o pedestre consumidor.

Acessibilidade é uma matéria recorrente em todas as rodadas. As nossas calçadas dificultam a vida dos pedestres e cadeirantes. No mandato de Dona Virgínia ela construiu calçadas em várias quadras. O senhor tem algum projeto nesta área?
Vamos estudar também a acessibilidade para os cadeirantes, fazendo com que os usuários das calçadas transitam por ela sem dificuldades, fazendo rampas nos locais estratégicos de passagem, e entender que o comerciante empresário também tem que participar dessas necessidades, pois há uma parte do município e outra parte é do comerciante, que é a entrada em seus comércios. Primeiramente fazendo no centro e logo após no locais que forem solicitados pela comunidade.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
O que o senhor poderia nos falar sobre a modernização da Administração para desburocratizar e dar agilidade?

Logo no início de nossa gestão iremos fazer um projeto para buscar junto ao Ministério do Planejamento, recursos do Banco Mundial para modernização da administração pública. Já tive me informando que, uma cidade do porte de Paraíso de média de 45 mil habitantes, pode se tirar recurso de até R$ 1.750.000,00 para modernização da administração pública, deste recurso pode se investi até 40% no espaço físico da administração, 30% na qualificação da mão de obra e 30% na prestação de serviços técnica da área. Isso feito nós podemos qualificar o nosso pessoal, com essa qualificação implantar uma administração bastante moderna, informatizando todo nosso sistema administrativo do município, fazendo com que no futuro possamos ter a própria saúde informatizada, podendo o usuário marcar suas consultas pela própria internet ou mesmo por telefone mas que o pessoal esteja pronto para atende-las. O fato é que isso agilizará os processos da administração, um melhor controle da administração e o acesso imediato a cada cidadão. Nosso propósito a partir do ano que vem é demonstrar à comunidade o que a prefeitura tem e tá fazendo, além do cidadão ter acesso imediato nos recursos da município também será disponibilizado à Câmara Municipal todas essas informações, pelo portal da prefeitura. Um exemplo desta transparência é o recurso que veio para iluminação do Parque das Águas, cujo recurso já saiu e nada da iluminação naquele local, diante disso a população ficará ciente dos acontecimentos administrativos da cidade. Para isso a população tem que se manifestar e começar a reivindicar estes recursos. Uma outra ação que estamos estudando é a possibilidade de usar o prédio que foi construído ao lado da Escola 23 de Outubro, para agregar parte da administração e evitar vários alugueis administrativos e usar estes recursos para outras finalidades e com isso facilitar aos usuários da administração ser atendido em várias áreas em um só local.


POLÍTICA
Como o senhor viu o papel do PMDB nestas eleições no âmbito Estadual, partido ao qual o senhor milita ha 30 anos. O PSD, recentemente fundado conseguiu mais prefeituras que o PMDB. Como o senhor analisa esta questão?

Tudo temos que ver em qualidade e quantidade, vejo que o PMDB encolheu bastante não somente pelas quantidades de prefeituras mais pelas qualidades de prefeituras de onde ganhou. Das maiores prefeituras somente Paraíso o PMDB ganhou, digo como gestor principal, pois o PMDB contribuiu com várias participando de coligações. Penso que perdemos muito em potencial de votos ficando desta vez atrás do PSD em quantidade. Este ano houve uma junção de coligações para cada município. Paraíso é exemplo, aqui estamos coligados com mais seis partidos, mais pensando com os problemas locais de cada cidade.

Este é seu quinto mandato eletivo. Desta vez o senhor que sempre foi o servidor, agora espera ser servido. Com quais apoios o prefeito Moisés Avelino espera contar em nível de Estado e Federal?
Moisés Avelino não precisa de governo, quem precisa é o povo de povo de Paraíso, quando eu for procurar o poder em todos os níveis vou procurar em nome do povo de Paraíso pelo que esse povo representa para o Estado e para o Governo do Estado, nós entendemos que as portas estarão abertas até quando, como e quanto a gente não sabe, só conversando e discutindo, mas pelas propostas que ouvimos durante a campanha acredito que temos um bom caminho e espaços para conquistar muitas obras para o nosso município, pois é um desejo, um dever e uma obrigação dos governantes ajudar as comunidades. O Governo Federal tem milhares de programas para o povo brasileiro, independente de partido ou de qualquer segmento, depende mais da competência do gestor de cada cidade que faz seus projeto e vai lá buscar, o Governo do Estado também não será diferente, ele priorizará as suas áreas que irá trabalhar e com certeza terá um quinhão desse processo e quem será beneficiado é o povo de Paraíso.

Para finalizar: O que o senhor diz para o eleitor que o elegeu e também, para os que não votaram no senhor. Enfim, qual a sua mensagem para o povo de Paraíso do Tocantins, seu berço político?
O povo de Paraíso, independente de cor partidária, por ter votado por este ou aquele, pois alguns votam pelo partido outros votam por interesse ou pela afinidade por esses ou aqueles, dizer que a partir de agora a política acabou. Agora seremos gestores a partir do ano que vem do povo de Paraíso, não havendo distinções entre partido A ou B. O que nós formos fazer pelo município é para atender a todos e o que a gente pede é que o povo desta cidade entenda isso, estamos aqui para atender a nossa cidade, o nosso povo, para buscar o desenvolvimento e vamos fazê-lo com responsabilidade e pedir a contribuição de todos para dar a sua contribuição até com críticas construtivas, pois, quando se faz críticas para denegrir a imagem você acaba que não constrói nada. Dizer ainda que precisamos dos apoio de todos, ou seja, sugestões, participações. Queremos ter um excelente relacionamento com Câmara Municipal, jamais deixando acontecer o que aconteceu nesta gestão. Respeitar a opinião de cada um, respeitando a posição pessoal de cada um e dizer ainda que estaremos juntos para trabalhar por Paraíso e o que for bom para Paraíso estaremos de mão dadas. Acredito que iremos dar uma demonstração de poderes independentes e no que for possível atender o povo desta comunidade. Estamos de mãos abertas e acreditamos que faremos muito por esta cidade.

Agradecemos a todos por este momento e pedir a Deus que nos ilumine em mais esta caminhada para o desenvolvimento de Paraíso do Tocantins.


AVELINO

Digite o codigo abaixo:

Recarregar imagem

  • De: Andréa
    Eu não acredito que ele será um bom prefeito !
    18/10/2012 ás 07h44m
  • De: ruan
    ruither cinema não é coisa de prefeitura não meu caro, é coisa particular, mas o municipio pdoe ter a opção do cinema popular, vc iria ?pois somente passam filmes culturais.
    17/10/2012 ás 20h34m
  • De: Ruither Matheus
    medicos e faculdades q pobres possam estudar com descontos altos ou bolsas estudantis, agora nesse ano de 2012 q pobre deve vez nesse Paraiso pq o atual prefeito arrumou bolsas para os universitarios e transporte e nem um outro jamais fez isso, pois continue o trabalho q ele deixou e faça o q vc prometeu, o shopping seria um otimo começo e a bernardo sayão e a Castelo branco tornar uma mão só. Vou te dar uma dica faça um CINEMA em Paraiso seria uma boa para os jovens,honre seu nome..........
    17/10/2012 ás 16h04m