Campanha “Ajude Filipe” recebe apoio dos desbravadores

Em seu primeiro ano de vida Filipe foi diagnosticado com uma doença rara: a “Histocitose de células de Langherhans”

Postada em: 19/09/2012 14h41m
Campo Grande, MS...[ASN] Os desbravadores e a Igreja Adventista da região Centro-Oeste aderiram à campanha “Ajude Filipe”. A mobilização teve início durante o II Campori da União Centro-Oeste Brasileira (UCOB), que aconteceu em Brasília no início de setembro e se estendeu ás igrejas.O objetivo é levantar fundos para custear as despesas e o tratamento médico de Filipe Wolff nos Estados Unidos, que atualmente está orçado em R$ 1,5 milhão.

Em seu primeiro ano de vida Filipe foi diagnosticado com uma doença rara: a “Histocitose de células de Langherhans”. A doença apresenta manifestações semelhantes ao câncer e uma de suas ações é destruir os órgãos onde as células de Langherhans aparecem. Quando a doença foi descoberta ele já estava com o fígado comprometido por outra doença rara, a “colangite esclerosante”, que só é curada após um transplante do fígado.

Filipe Wolff e sua família são membros da Igreja Adventista em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, mas desde novembro de 2011 estão nos Estados Unidos,onde foram buscar um tratamento médico que ainda não existe no Brasil. Depois dos primeiros exames realizados nos EUA foi diagnosticado que Filipe necessita de um transplante de fígado, que também não é realizado no Brasil, em casos como o dele.

O transplante será feito a partir da doação de parte do fígado de seu pai. Este procedimento tem um custo muito alto, aproximadamente 800mil dólares. Para prosseguir o tratamento a família conta com doações que podem ser feitas através do site www.ajudefilipe.com.br ou depósitos na conta: Banco do Brasil, agência 0048-5 - conta 64375-0.

CAMPANHA
  • Foto: Reprodução
  • Fonte: Equipe ASN, Rosimeire Félix
  • Postador:

Digite o codigo abaixo:

Recarregar imagem