Polícia Civil de Cristalândia desbarata quadrilha de estelionatários

No Tocantins a quadrilha estava utilizando o mesmo modo que aplicaram em Sergipe, Bahia e Minas Gerais

Postada em: 21/08/2012 10h58m
Atualizado:   21/08/2012 11h25m
Foi presa na tarde desta segunda-feira, 20, uma quadrilha composta de quatro homens e duas mulheres na cidade de Cristalândia-TO que praticavam golpes como estelionatários na região.

A Delegada Titular da Delegacia de Polícia Civil de Cristalândia-TO, Dra. Maria Ribeiro de Souza Neta, chegou a quadrilha após uma das vítimas, João Paulo, proprietário da fazenda Aliança, distante 6 km da sede do Município e que havia arrendado a mesma pelo modelo de contrato escrito para o grupo e com a promessa de compra da mesma, ao ser alertado por um vizinho de que seu gado havia sido transferido para a Fazenda Japonesa e sem o seu conhecimento, levar o caso à Delegacia.

Ao todo eram 107 cabeças de gado da raça Tabapuã, todas as vacas com preços acima de R$ 1.300,00 cada, das quais 105 já estavam marcadas com o ferro do chefe da quadrilha, no caso N. L. S., nome falso de acordo foi apurado pela Delegada sem a devida permissão do dono.

As investigações começaram pelo senhor João Paulo, que desconfiado, passou os nomes para a Polícia Federal, onde foi constatado que o próprio chefe do bando havia um Mandado de Prisão em aberto, da cidade de Arauá-SE e que a mesma quadrilha já havia aplicado o mesmo golpe em Jandaira-BA e no Estado de Minas Gerais.

A Delegada Dra. Neta recebeu dos Delegados da cidade de Arauá-SE e Jandaira-BA, cópias dos processos em andamentos naquelas cidades de crimes cometidos pela quadrilha e de imediato acionou a Delegacia Regional de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins que enviou vários agentes para esta operação, bem como o 8º BPM que também deu suporte na prisão dos meliantes.

A tentativa do golpe a ser aplicado na região de Cristalândia beirava os R$ 3 milhões de reais com a venda das fazendas e do gado.

O golpe não se concretizou graças à ação rápida de investigação da Delegada Dra. Maria Neta que contou com 15 Agentes da Polícia Civil e cinco Policiais Militares nesta operação. Com isto foram presos: N. L. da S., chefe da quadrilha, S. X., M. da S. M., M. da S.M., irmão e as duas mulheres, garotas de programas da cidade de Vitória da Conquista-BA, J. P. dos S. e L. dos P., que disseram à Delegada estar na companhia do banco com a promessa de deixar a vida mundana que exerciam.

A operação que começou às 15 horas e terminou à 1 hora desta manhã de terça-feira, 21. Todos estão presos na Delegacia de Cristalândia-TO e o chefe da quadrilha deverá ser recambiado para acidade de Aruá-SE, onde tem um Mandado de Prisão a ser cumprido.

ESTELIONATÁRIOS
  • Foto: Divulgação
  • Fonte: Da Redação do SURGIU
  • Postador: Surgiu Abr

Digite o codigo abaixo:

Recarregar imagem